OFICINA 33 E ANTHONIO apresentam ROSARIANDO "O Musical"

Bonecos Congadeiros e Melodias Trançadas em Fitas de Cetim

Ao completar 05 anos de existência, o Grupo Oficina 33 remonta Rosariando em parceria com Anthonio. O espetáculo cênico musical conta sua temática com trilha sonora composta por canções de conhecimento popular, músicas do repertório de Anthonio e composições de percussão especialmente criadas para o espetáculo. Formas animadas dos gêneros boneco de vara, boneco habitável, manipulação direta, máscaras e pantins ilustrarão a festa. Um emocionante espetáculo para todas a idades, com valor agregado capaz de propiciar tomada de consciência quanto à importância do patrimônio em questão a todo o público.

MÚSICA - RITMOS - TEATRO DE BONECOS - CULTURA POPULAR

Oficina 33: Analu Alves, Aryanne Souza, Daniela Souza e Rosali Henriques.
Artista: Anthonio
Músicos: Daniel Penido, Renato Saldanha e Sebastian Bauxita.

Mapa e Operação de Iluminação: Ivan Ferreira
Operação de Som: Fernando Cabrito

Direção Geral: Analu Alves
Direção Musical: Renato Saldanha

Gêneros: vara, marote, manipulação direta, boneco habitável, máscaras, pantins, autômatos e sombra.
Público alvo: adulto (acima de 12 anos).
Duração Aproximada: 1h e 25 min.

.



Rosariando "O Musical"

Rosariando - Pesquisa Histórica e Cultural

Rosariando resulta de uma vasta pesquisa desempenhada pelos integrantes do espetáculo. A pesquisa iniciou-se formalmente em 2005 com o Projeto Reinados Mineiros.

Coroamento

O Oficina 33 é um Grupo de Teatro de Bonecos que desde sua estréia apresenta temas da cultura popular contados através da arte do Teatro de Bonecos. O Grupo acredita que os bonecos diminuem distâncias, e que informações sobre a cultura popular e o patrimônio imaterial são informados de modo lúdico deste modo. O Oficina objetiva assim propiciar tomada de consciência quanto a importância dos patrimônios apresentados, em quem assiste os espetáculos.

Em Rosariando 2011, o cenário inspirado nos trançados com fitas de cetim encanta o público conduzindo-os a um mundo mágico, povoado por cores, formas, texturas, ritmos e bailados. A musicalidade do espetáculo acompanha o mesmo raciocínio apresentando diversas músicas e canções de domínio público que de algum modo remontam ao congado e às manifestações de fé brasileiras. Anthonio que interpreta e oferece sua voz à todo espetáculo, é também Rei Perpétuo de São Benedito na Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito do Alto São Vicente. A consultoria cultural oral, no ROSARIANDO 2006 desempenhada pela “memória viva” Capitão do Terno do Bairro Interlagos de Divinópolis MG, Sr. Marim Severino, em 2011 foi realizada por capitães da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito do Alto São Vicente de Divinópolis, MG. Livros, periódicos e fontes consistentes da internet também foram consultados.

Os ternos Congo, Moçambique (influência negra), Penachos (influência indígena) e Marujos (influência branca) são representados no espetáculo além de momentos importantes do festejo como o levantar e descer da bandeira do aviso, a Lenda de Nossa Senhora do Rosário, o coroamento, além de referências à Chico Rei e Princesa Isabel, ao sincretismo religioso, dentre outros. A história de Minas Gerais e do Brasil se conta no congado!

Estudos de Rosariando 2011:

- Liteira:  
Liteira - Debret


Desenho de Criação - Aquarela: Analu Alves
 
Liteira: Espetáculo Rosariando
- Musicalidade Africana e Indígena:

Estudo de Debret

Estudo Bonecos Habitáveis - Aquarelas: Analu Alves 

Bonecos Habitáveis - Espetáculo Rosariando
 Debret:

Analu Alves, na criação de bonecos e adereços cênicos do espetáculo, inspirou-se livremente na Obra de Debret no Brasil. O artista registrou referências sobre manifestações de congado em suas aquarelas. A releitura aconteceu de modo livre.

Jean-Baptiste Debret ou Debret (Paris, 18 de abril de 1768 — Paris, 28 de junho de 1848) foi um pintor e desenhista francês. Integrou a Missão Artística Francesa (1816), que fundou, no Rio de Janeiro, uma academia de Artes e Ofícios, mais tarde Academia Imperial de Belas Artes, onde lecionou pintura.

De volta à França (1831) publicou Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil (1834-1839), documentando aspectos da natureza, do homem e da sociedade brasileira no início do século XIX.

Uma de suas obras serviu como base para definir as cores e formas geométricas da atual bandeira republicana, adotada em 19 de novembro de 1889.



Álbum de Fotografias

As fotografias abaixo integram o acervo de Rosariando e foram feitas na visita (pesquisa "in loco") ao reinado do Bairro Vila Romana em Divinópolis, MG quando Rosariando ainda era um projeto. Os registros são do fotógrafo Alberico Alessando e aconteceram em 2005.

Capitão Marim Severino agradecendo à Rainha Festeira
pelo almoço concedido à sua guarda. 2005
Foto: Alberico Alessandro.
Capitão Guaraci dos Santos e Capitã Conceição das Dores
Congada Santa Isabel - 2005 - Foto: Alberico Alessandro
Terno as Gaivotas - 2005
Foto: Alberico Alessandro
Rainha Regina Cássia Cunha e Silva - 2005
Foto: Alberico Alessandro
Congada Santa Isabel - 2005
Foto: Alberico Alessandro
Mastros - 2005 - Foto: Alberico Alessandro
Moçambique de Divinópolis - 2005
Foto: Alberico Alessandro